Sindicato do Comércio Atacadista no Estado de Goiás

Histórico

Prédio da antiga sedeCom 69 anos de existência o Sinat tornou-se um dos mais importantes canais de ligação entre atacadistas, governo e sociedade. 

Defendendo os interesses e anseios de seus representados, agregando forças, criando condições de melhorias, gerando redução das carências e promovendo a integração da classe atacadista, o Sinat cresce a cada dia e, com ele, os seus associados. O comércio atacadista goiano é um segmento que representa 30% do PIB e é responsável por 40% da movimentação de carga do Estado de Goiás. 

Início dos Anos 40

O Comércio atacadista nos anos 40 tinha nas cidades de Anápolis, Ipameri, Catalão e em Campinas (Goiânia), o embrião do seu desenvolvimento.

Os pioneiros dessa atividade tiveram de enfrentar as más condições das estradas e sistemas de comunicação. Foram verdadeiros heróis. Venceram, em lombo de burros e através da recente, porém precária, Estrada de Ferro Goiás, todos os desafios, deixando um legado de prosperidade e determinação para as demais gerações. 

A História

Graças à garra de um dos mais ilustres pioneiros do sindicalismo goiano, Dorival Roriz, o sonho de um Sindicato deste segmento pôde ser realizado. Tudo começou com a Associação Profissional do Comércio Atacadista de Gêneros Alimentícios no Estado de Goiás, cujas primeiras atividades se deram nas instalações do antigo prédio da Associação Comercial na Avenida Goiás.

Em 15 de dezembro de 1947, a entidade é elevada à condição de Sindicato, reconhecido oficialmente pelo Ministério do Trabalho em 22 de fevereiro de 1948, através de Carta Sindical.

Além do alto significado para o atacadista goiano, o SINAT foi, na época de sua fundação, um dos cinco pilares em que se assentou a fundação da Federação do Comércio do Estado de Goiás, entidade maior do Estado e grande orgulho da classe. 

Os Gestores

1. Dorival Roriz - o Primeiro Presidente da entidade (1947 - 1951), além de responsável pela fundação do SINAT, contribuiu na estruturação da Federação do Comércio.

2. João Machado (1952 - 1955) - Quando foi eleita a primeira Diretoria, tendo sido reeleito para Presidente em 1954.

3. Sancho Machado (1956 - 1960) - um grande expoente do atacado goiano, saudoso proprietário da empresa Machado Irmãos. 

4. Godofredo Rodrigues (1960 - 1968) - trouxe consigo personalidades importantes do Sindicalismo, dentre elas, o Ministro José Aquino Porto, Ex-Presidente da Federação das Indústrias do Estado de Goiás (FIEG). 

5. Altamiro Ferreira Mendes (1968 - 1970) - Apesar da gestão curtíssima, 02 anos, Altamiro Ferreira Mendes demonstrou nas negociações coletivas de trabalho seu espírito batalhador e negociador vigoroso. 

6. Júlio Faria Neto - único ex-presidente ainda entre nós e associado ativo, Júlio Faria Neto conduziu a entidade de 1971 a 1974, com estilo arrojado e aglutinador. Sua gestão coincidiu com um período de intenso crescimento do comércio atacadista goiano, devido à influência de Brasília, que se solidificava como Capital do Governo Federal. 

7. Geraldo Alves de Souza - 1974 - 1992 - Sindicalista exemplar, ele mesmo fazia questão de pagar a sua contribuição social todos os meses, pessoalmente. Prática que manteve até o ano de 1997, quando nos deixou definitivamente. 

Ainda no início da sua gestão, em 1977, através de processo do Ministério do Trabalho, alterou a designação de Sindicato do Comércio Atacadista de Gêneros Alimentícios do Estado de Goiás para Sindicato do Comércio Atacadista no Estado de Goiás.

O mesmo processo liberou da sua base o Município de Anápolis, em razão da fundação do SICAT (Sindicato do Comércio Atacadista de Anápolis), hoje nosso co-irmão. 

Revolução e Modernização

Até 1988, o Sindicato tinha como função prioritária representar as empresas nas Convenções Coletivas de Trabalho. Com a nova Constituição, inaugurou-se um novo período para o sindicalismo brasileiro, conferindo autonomia às entidades sindicais, tornando-as mais atuantes, livres e representativas. A partir de então, as relações Capital X Trabalho, Capital X Legislação e Capital X Tributação se aprimoraram, facilitando ainda as relações entre associados e direção.

Em 1989 surgiu o primeiro informativo da entidade, intitulado "O Atacadista", órgão de divulgação das atividades do Sinat que circulou até 1991. 

Gestão Paulo Diniz

Em 1992, ainda respirando os novos ares do Sindicalismo brasileiro, Paulo Diniz assume como oitavo presidente da entidade, com a missão de fazer uma verdadeira revolução no Sinat.

Com ele, um novo grupo de empresários passa a se interessar de forma mais intensa pelos rumos do Sindicato, modernizando sua gestão e ampliando, de maneira significativa, a prestação de serviços aos associados, mediante a adoção de metas, como: 
- Aproximação da entidade aos associados, com o propósito de captar suas reais necessidades e interesses;
- Ampliação do rol de serviços e benefícios, atendendo às necessidades detectadas;
- Reforçar as intervenções junto aos Poderes Públicos, em nome das carências da categoria;
- Multiplicar as ações voltadas para o bem estar do segmento e da sociedade.

Essas metas vêm sendo consolidadas cada vez mais, multiplicado o saldo positivo desses alvos a cada ano: 
- São cerca de 4.750 empresas atacadistas e distribuidoras;
- Em 1995 foi fundada a ADAG - Associação dos Distribuidores Atacadistas de Goiás, cujo nascedouro se deu nas dependências do Sinat, que apóia a entidade co-irmã.
- No intuito de otimizar as comunicações com os associados, foi criado o LEIA, informativo semanal que, no início, era enviado via postal e, com a informatização do Sinat, passou a circular via e-mail. Hoje, o LEIA é enviado semanalmente a mais de quatorze mil leitores, entre associados, seus gerentes e secretárias, contabilistas, além de outras entidades e órgãos nacionais e regionais;
- Convênios diversos foram firmados, entre eles: Unimed, Uniodonto, Serasa, Assessoria Jurídica, Capacitação Profissional, entre outros.

Realizações e Conquistas

- Formação cultural e profissional dos atacadistas e seus funcionários, através de palestras, treinamentos, seminários e cursos;
- Aquisição da sede própria, na Rua 90, Setor Sul, com 450 mª de área construída, com sala de reuniões, sede totalmente informatizada, inaugurada em 1993;
- Dentre as maiores conquistas da entidade, a redução da alíquota de ICMS de 17% para 10% em 1995, fruto de uma luta que começou em 1992 e significou a redenção do comércio atacadista goiano que, desde os desacertos da Legislação do ICMS em 1988, encontrava-se engessado pelo diferencial de alíquotas;
- Ações de reivindicação direta ao Governo do Estado, que culminaram em programas de recuperação fiscal, a exemplo do atual REFAZ III, ocasiões em que o Fórum de Entidades Empresariais figurou como indispensável e relevante veículo, ecoando e defendendo com garra os interesses da Categoria;
- Formação de uma equipe de qualificados profissionais setorizados em assessorias específicas, capacitados para planejar e desenvolver ações para a adequação da Entidade aos novos moldes sindicais e para melhor atender ao associado, na solução dos seus problemas. Para conhecê-las e contatá-las: Assessoria Sindical e Administrativa contato@sinat.com.br; Depto. Cadastro e Cobrança cadastro@sinat.com.br; Assessoria Jurídica juridico@sinat.com.br; Assessoria de Capacitação Profissional e Marketing rh@sinat.com.br; e ainda: convenios@sinat.com.br; atendimento@sinat.com.br;
- Participação anual da Presidência, Diretores e Assessores no Encontro Nacional de Entidades Patronais do Comércio e Serviços, de onde inúmeros subsídios e novas ideias são absorvidas para incrementar a gestão Sinat;
- Participação em eventos regionais e Nacionais de interesse comum;
- O Presidente Paulo Diniz é membro titular do CAT - Conselho Administrativo e Tributário do Estado de Goiás e do Conselho Nacional do SESC, que criou o programa Mesa Brasil de combate à fome no país, que em Goiás tem em sua Diretoria Regional um grandioso trabalho feito com diversos parceiros, inclusive a CEASA;
- Em 2006 o SINAT obteve a certificação ISO 9001/2000, com a criação do SEGS - Sistema de Excelência Sindicato pela Conferação Nacioanl do Comércio e Federações o SINAT aderiu ao programa e hoje faz parte do CICLO 2017;
- Compra de uma área de 887,48 m2 no setor Pedro Ludovico para construção da nova sede do Sinat. A nova sede terá 2.339,27m2 de área construída e será totalmente moderna e capaz de atender as necessidades dos nossos associados.
- O Sinat não para, a cada ano melhorias são propostas afim de atender a classe representada.