Sindicato do Comércio Atacadista no Estado de Goiás
Abrir menu

Adesão ao saque-aniversário do FGTS começou dia 1º/10. Mas é bom tomar cuidado!

A Caixa Econômica Federal começa a receber na terça-feira (1º) a adesão de interessados em optar pelo saque-aniversário do FGTS, o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço. Por meio dessa modalidade, o trabalhador poderá fazer retiradas anuais da conta do Fundo de acordo com o mês em que nasceu. Os interessados devem fazer a comunicação oficial ao banco por meio dos canais a serem divulgados em fgts.caixa.gov.br nesta terça.

Os saques do FGTS começarão a ocorrer em abril de 2020, conforme calendário da caixa (veja mais abaixo). A adesão não é obrigatória e não tem relação com o saque imediato de até R$ 500, cujo calendário já começou e vai até o dia 31 de março de 2020.

A modalidade "saque-aniversário" é mais uma opção que o titular da conta tem para retirar dinheiro do FGTS. Funcionará assim: o trabalhador poderá optar por sacar uma vez ao ano um percentual do saldo da sua conta do Fundo ativa ou inativa todo ano, respeitando o calendário da Caixa. Porém, abrirá mão de sacar todo o dinheiro do fundo quando for demitido.

Caso o titular de conta não comunique ao banco o interesse em migrar, permanecerá na regra do saque-rescisão. Quem realizar a mudança só poderá retornar à modalidade anterior após dois anos a partir da data de solicitação, o chamado período de carência.

Se o trabalhador optar pelo saque-aniversário, poderá sacar um percentual da sua conta do FGTS nas seguintes datas:

Aniversário em janeiro e fevereiro: saque de abril a junho de 2020;
Aniversário em março e abril: saque de maio a junho de 2020;
Aniversário em maio e junho: saque de junho a agosto de 2020;
Aniversário em julho: saque de julho a setembro de 2020;
Aniversário em agosto: saque de agosto a outubro de 2020;
Aniversário em setembro: saque de setembro a novembro de 2020;
Aniversário em outubro: saque de outubro a dezembro de 2020;
Aniversário em novembro: saque de novembro de 2020 a janeiro de 2021;
Aniversário em dezembro: saque de dezembro de 2020 a fevereiro de 2021.

Os percentuais a serem sacados anualmente vão variar conforme o saldo na conta do FGTS. Por exemplo, quem tem até R$ 1 mil, poderá sacar R$ 400 mais R$ 50 adicionais, totalizando R$ 450. Confira:

A Caixa esclarece que não haverá qualquer alteração relacionada à multa de 40% sobre o saldo do FGTS em caso de demissão sem justa causa para quem migrar para o saque-aniversário. Ou seja, o trabalhador demitido sem justa causa poderá receber a multa de 40% integralmente. Porém, perderá o direito de sacar o saldo total do fundo.

As demais hipóteses de saque do FGTS – como as relacionadas à aquisição de casa própria, doenças graves, aposentadoria e falecimento – continuam valendo normalmente.

Fonte: Contadores CNT